Lenda do Boto Cor de Rosa

Lenda do Boto Cor de Rosa

Lenda do Boto Cor de Rosa

De acordo com a Lenda do Boto Cor de Rosa, também chamado pelos indígenas de “Uiara”, o animal é um mamífero muito semelhante ao golfinho, que habita os rios da Amazônia. A mitologia conta que ele é o deus dos rios e protetor dos peixes.

Conta a lenda do Boto Cor de Rosa, que os botos do rio Amazonas fazem charme para as moças que vivem em vilas e cidades à beira-rio. Eles as namoram e depois tornam-se os pais de seus filhos.

Quando uma moça encontra um novo namorado nas festas de juninas deveria tomar muito cuidado, no início da noite, o boto se transforma em um belo homem e sai das águas, muito bem vestido e de chapéu, para esconder o buraco que todos os botos têm no alto da cabeça. O rapaz-boto adora as festas juninas de São Pedro, São João e Santo Antônio, dança, bebe, conversa e conquista o coração da jovem mais bela e desacompanhada que cruzar o seu caminho..

Em seguida ele a convida para dançar, seduzindo-a e guiando-a até ao fundo do rio, onde, por vezes, a engravida.

Antes de amanhecer o rapaz se transforma em boto novamente pois, precisa voltar para o rio. O rapaz abandona a moça na beira do rio para que ela não o veja na forma de boto.

Por isso esses motivos as jovens eram alertadas por mulheres mais velhas para terem cuidado com homens muito bonitos e galanteadores durante os dias de festas, com intuito de evitar a sedução infalível do boto.

Muitas meninas do interior que engravidam fora do casamento, ou não conhecem o pai ou até mesmo chegaram a engravidar do próprio pai, se aproveitam da lenda e atribuem sua gravidez ao boto. Ainda nos dias de hoje, costuma-se dizer que uma criança é filha do boto, quando não se sabe quem o seu pai.

O boto também é conhecido por ser uma espécie de protetor e salvar as mulheres, cujas embarcações naufragam. Muitas pessoas dizem que, em tais situações, o boto aparece empurrando as mulheres para as margens do rio evitando o seu afogamento.

Lendas de SC - Lendas gauchas - Lendas do Brasil - Antropologia - Frutas - Imagens para Face - Concursos - Cenaless - Aquarismo - Ivoti - Abelhas - Vagas de emprego - Tirar manchas - Google