Lenda do Zumbi que vagueia pelos matos atrás de crianças que vão pegar frutas silvestres

A lenda do Zumbi

A lenda do Zumbi

Lenda do Zumbi

A lenda do Zumbi vem do Quimbundo Zumbi, e quer dizer, espectro, duende, fantasma. Para as antigas tradições africanas, vem do termo Nzámbi, divindade, título adotado pelos chefes sociais, entre os Cabindas, quer dizer Deus.

Zumbi foi o título do chefe dos rebelados escravos que se refugiaram no Quilomdo dos Palmares, na Serra da Barriga, em Alagoas. Em Sergipe, Zumbi é um negrinho que se confunde com o Saci, que aparece nos caminhos em meio à mata e é companheiro da Caipora, mas não usa a carapuça vermelha.

Na narrativa da lenda do Zumbi, ele anda nu ou quase nu, sempre procurando crianças que vão pegar frutas silvestres no meio do mato, para desorientá-las com seus longos e finos assobios, ou surrá-las, assim como já faz o Curupira.

No Rio de Janeiro, fala-se de um Zumbi da meia-noite, um espectro que vagava tarde da noite pelas ruas intimidando as pessoas. Relato semelhante a esse também foi colhido no interior de Pernambuco, apenas que neste, ele canta de forma repetida o refrão: Lá vem o Zumbi da Meia-Noite”. E se perde dançando na noite. Há também referências a um Zumbi diabinho malicioso, moleque. Também se diz que o Zumbi é um Feiticeiro. Uma vaga tradição fala de um Zumbi retraído, misterioso, taciturno, saindo apenas à noite.

O Vocábulo Zumbi ficou também na tradição popular para designar um ente fantástico que vagueia tarde da noite dentro das casas abandonadas.

Segundo historiadores nos contos das amas de crianças, era esse o nome de uma entidade misteriosa, uma espécie de feiticeiro, retraído, frequentador das ruas desertas às altas horas da noite. Daí a expressão popular “Você está feito Zumbi”, quando nos referimos a quem passa à noite em claro.

Estar feito Zumbi, com insônia, vagueando pela noite por esse motivo ou por hábito. Esta frase parece vir das noites sem dormir e vigílias do zumbi, o chefe negro da República do Quilombo dos Palmares, para não ser surpreendido em ataques noturnos pelos seus inimigos.

As acepções para o Zumbi são muitas. Para os Angolenses, é gente que morreu, alma do outro mundo. Na tradição oral de outras nações africanas, é fantasma, Diabo que anda à noite pelas ruas. Quando os Negros viam uma pessoa astuciosa, que se metia em encrencas, diziam: “Zumbi anda com ele”, isto é, o Diabo está no corpo dele.

Conheça outros mitos em www.lendas-de-santa-catarina.noradar.com.

Lendas de SC - Lendas gauchas - Lendas do Brasil - Antropologia - Frutas - Imagens para Face - Concursos - Cenaless - Aquarismo - Ivoti - Abelhas - Vagas de emprego - Tirar manchas - Google